Página InicialNotíciasColunasClassificadosVídeosÁudiosEntretenimentoMulherVocê RepórterNewsletter

  Agricultura | Bahia | Cidadania | Educação | Esporte | Geral | Justiça | Polícia | Política | Saúde | Turismo | Sustentabilidade | Legislativo | Mulher
PUBLICIDADE

Fibria reaproveita água da chuva e efluente do viveiro para irrigação
Sulbahianews/Pauta6Comunicação - Data: 21/09/2012 - 08:20:38

Projeto envolveu investimentos da ordem de R$ 2,2 milhões e representará redução no uso de água e de fertilizantes
 
A Fibria acaba de concluir a implantação de um projeto inovador e em linha com o conceito de sustentabilidade praticado na empresa. Trata-se de um sistema de captação de água da chuva e de reaproveitamento do efluente gerado no viveiro de produção de mudas da empresa, que é um dos maiores do Brasil, com capacidade para 35 milhões de mudas/ano. A água da chuva captada será utilizada nas diferentes fases de produção das mudas, enquanto o efluente será reaproveitado para irrigar 20 ha de plantios de eucalipto em área vizinha ao viveiro, em Aracruz (ES).

A expectativa é de que, com esse projeto, a empresa reduza em até 50% sua demanda anual de captação de água de manancial. Além disso, na área de plantio onde o efluente será utilizado em irrigação a expectativa é reduzir em 80% a aplicação de fertilizantes químicos. O efluente do viveiro é a água resultante do processo de irrigação nas Casas de Vegetação, Minijardins clonais, Galpão de plantio e Pátio do lavador de tubetes.

Esses índices foram estimados levando em conta a média da precipitação de chuvas na região e o consumo de água no viveiro, que gira em torno de 800 mil litros/dia. Ao longo dos próximos meses a Fibria vai monitorar a captação de água pluvial e de efluentes a fim de verificar a confirmação dessa expectativa.

Para captar o efluente e a água da chuva, a Fibria investiu cerca de R$ 2,2 milhões em sistemas constituídos de tubos de PVC e canaletas, reservatório e bacia de contenção. Esta tem capacidade para armazenar 10,4 milhões de litros. O reaproveitamento de água da chuva e de efluentes não é novidade, mas o caráter inovador do projeto da Fibria reside na integração, de forma inteligente, de tecnologias sustentáveis em um sistema produtivo de larga escala, segundo explica Sebastião Fonseca, do Centro de Tecnologia da empresa.

O sistema implantado no viveiro da Fibria é um projeto integrado que envolve o Centro de Tecnologia, a Gerência Florestal e a área de Engenharia da empresa. “O projeto foi elaborado considerando o estado da arte e a melhor inteligência no aproveitamento dos efluentes gerados no processo de produção das mudas”, observou Ronaldo Francisco Loss, coordenador do Viveiro da Fibria.

Novo viveiro – O sistema de reaproveitamento de água e efluentes instalado pela Fibria em Aracruz também está sendo implantado na nova Unidade de Produção de Mudas (UPM) de Helvécia (BA), em fase de construção. A unidade, onde estão sendo investidos R$ 39 milhões, terá capacidade para produzir 30 milhões de mudas/ano. A incorporação desse tipo de tecnologia nos processos produtivos da Fibria demonstra o compromisso da empresa em relação à conservação dos recursos naturais e à preservação ambiental.


SulBahiaNews - A publicação do texto está autorizada desde que o veículo cite a fonte.
Comente esta notícia:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
+ Geral
SOCIAL
Lar dos idosos realiza curso de primeiros socorros

O curso, que teve início no dia 25 de janeiro com aulas práticas e teóricas, se encerra neste domingo
OPORTUNIDADE
Petrobras abre processo seletivo para estágio com vagas na Bahia

As cargas horárias são de 20, 30 ou 40 horas semanais e os salários variam de R$ 473,97 a R$ 1.853,27
BRASIL
Polícia Militar já agrediu 5 jornalistas em janeiro

Desde que as manifestações começaram em 2013, policiais têm sido os maiores responsáveis por agressões contra a imprensa
ECONOMIA
Bahia não tem risco de racionamento de água, mas gestor exige plano hídrico

As principais barragens estão com volume acima de 70%, o que deixa o estado em uma situação confortável
MUNDO
Brasileiro comparado a um boneco faz mais seis plásticas

O brasileiro, hoje cidadão britânico como o personagem da ficção, não vendeu a alma ao diabo, mas gastou cerca de R$ 500 mil em procedimentos estéticos
REGIONAL
Mineradora começa serviços de extração de granito em Itanhém

A instalação da mineradora favorece o município com geração de emprego, renda, melhoramento de estradas vicinais e receitas de ICMS
PUBLICIDADE


Últimas notícias

PUBLICIDADE
Página Inicial   Notícias   Colunas   Classificados   Vídeos   Áudios   Entretenimento   Mulher   Você Repórter   Newsletter

Agricultura | Bahia | Cidadania | Educação | Esporte | Geral | Justiça | Polícia | Política | Saúde | Turismo | Sustentabilidade | Legislativo


© 2006 - 2015 SulBahia News - Todos os direitos reservados

Contato | Sobre | Anunciar | Você Repórter | Newsletter - Desenvolvimento: Provoq Comunicação